Com tecnologia do Blogger.

Como organizar aqueles dias que podiam ter 28 horas (ou mais!)


Certamente já se depararam com aqueles dias em que as tarefas parecem não ter fim e, no final de contas, sentimos que a quantidade de afazeres nem é proporcional às horas disponíveis para realmente completar tudo. 

É nestas alturas que desejamos mesmo muito que os dias tivessem mais horas ou que o tempo parasse um bocadinho para nos tornarmos o Flash das checklists…mas será que isso seria a solução para o problema? Provavelmente não. Iríamos adotar novas distrações, inventar novos projetos e aumentar ainda mais a quantidade de atividades em que participávamos. De qualquer das formas, ao que parece isso também ainda não é possível, logo vamos mesmo ter de nos contentar com as 24 horas e dar o nosso melhor, certo?

No início de setembro, o estudo vai começar a fazer parte do meu dia-a-dia novamente, juntando-se ao trabalho e às outras atividades que já tenho. Por este motivo, estou muito mais atenta à forma como tenho vindo a gerir o meu tempo, pesquisando também novas formas de poder otimizá-lo no futuro. Neste post vou partilhar convosco algumas dicas que reuni e que podem funcionar para a maioria das pessoas (trabalhadoras-estudantes ou não) que queiram aproveitar ainda mais todas as horas do dia.


Quando é que a produtividade chega?

Se querem a produtividade do vosso lado, chamem primeiro a rotina. E como é que ela deve ser? Esta é uma pergunta difícil, mas eu acredito que a resposta é: a ideal para cada pessoa. Podemos encontrar por aí alguns métodos que são ótimos para algumas pessoas e péssimos para outras, ou vice-versa. Para mim, o truque passa por, inicialmente, serem observadores dos vossos próprios hábitos, perceberem o que é mais confortável e eficaz para vocês e, por fim, aplicar um pouco de disciplina aos vossos dias com base no que viram. Os melhores horários para dormir, estudar, trabalhar, fazer refeições, ler, passar tempo com amigos, etc. vão ser sempre algo muito pessoal. Se vos for possível escolher, aproveitem, criem a vossa própria rotina e tornem-se mais produtivos! Não esquecendo, claro, os momentos importantíssimos de descanso, de inspiração/motivação e outros aspetos do dia-a-dia que sejam essenciais ao vosso bem-estar (alimentação equilibrada, exercícios físico, etc.).


Vai dar para fazer isso tudo?

Sim e não. Na verdade, um dos principais problemas que leva uma pessoa organizada a falhar nos seus objetivos é, precisamente, a dificuldade em ser realista. Se, num dia, têm quatro compromissos agendados que sabem que vão precisar de cinco horas para cada e ainda têm de dormir oito horas e fazer todas as refeições no tempo restante, então certamente não vão concluir tudo o que estava planeado. Gerir as expetativas e ter uma noção clara de quanto é necessário dispensar para cada uma das coisas é o primeiro passo para ajudar a priorizar tarefas e situações. Muito provavelmente não terão de adiar ou cancelar algo se tudo estiver previsto para o dia certo e com a duração correta. E, é claro, imprevistos acontecem, mas até para esses deve haver um espaço com tempo “negociável”. 

Agora, vocês provavelmente estão a perguntar-se como é que vão priorizar tarefas e de que forma é que isso vos vai ajudar a “aumentar” o tempo. É uma questão de importância. A partir do momento em que a relevância estiver bem definida para cada uma das atividades será muito mais fácil tomar decisões, optando pela escolha mais vantajosa para satisfazer as necessidades exigidas. 


Onde está o foco?

Atualmente, é praticamente impossível estarmos offline durante um grande período de tempo e de forma contínua. Todas as aplicações para o telemóvel ou computador tem a possibilidade de ter alertas para novas mensagens/atividades. Isso pode influenciar o poder de concentração numa determinada tarefa, porque temos curiosidade ou adoramos procrastinar com a desculpa perfeita. Para evitar distrações desnecessárias fora do timing certo experimentem desativar as notificações pelo menos durante algumas horas e, rapidamente, vão sentir que perdem menos tempo a navegar sem rumo na internet.


Onde é que foi que escrevi?

Entre horários, compromissos do trabalho, avaliações da faculdade e outros eventos, nada pode ficar para trás por ter sido esquecido. Por isso, procurem anotar tudo no mesmo lugar para quando quiserem consultar o que têm marcado ou planear a vossa semana/dia ser mais fácil e rápido. 
Para evitar esquecimentos e ter tudo mais organizado sugiro-vos que tenham sempre uma agenda convosco. Esta, que está nas fotografias, é uma das que a Purple Pineapple tem disponível. Considero-a uma boa opção por ser leve (mesmo tendo materiais resistentes) bonita e funcional. Este modelo é para o próximo ano letivo e tem capa dura. Em cada mês encontram um espaço para prioridades, to do list e uma vista semanal ideal para quem tem pouco para apontar em cada dia, dando uma visão mais abrangente de cada semana.


Se gostavam de ter uma personalizada por vocês, só precisam de ir à loja online da marca e ir selecionando o que mais gostam de ver numa agenda, desde a capa até ao tipo de interior.


E vocês, que tipo de métodos costumam utilizar no vosso dia-a-dia? Digam nos comentários se gostavam de ver aqui no blog mais posts deste género (relacionados ou não com estudo). 😊

Sem comentários